Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Presidente da Finep é destaque em reportagem do Valor Econômico
fechar
Compartilhar

cintra valor
Marcos Cintra, presidente da Finep (Foto: Valor Econômico)


O presidente da Finep, Marcos Cintra, em entrevista ao jornal Valor Econômico (terça-feira, 30/01) afirmou que no Brasil em um cenário ajuste fiscal é necessário que o setor privado invista e sustente o crescimento em pesquisa e desenvolvimento. O executivo aponta que é fundamental que seja criado um ecossistema favorável para aperfeiçoar os mecanismos de investimento. Apesar de o governo ter firmado o compromisso de elevar de 1,2 % para 2% do PIB os recursos para pesquisa e inovação até 2022, só o esforço do setor público não será suficiente.

Para ele, o Brasil tem feito muita força para estimular o setor privado a investir em P&D, mas não tem surtido efeito. "Não adianta chegar a 2% do PIB em investimento em P&D em 2022 com o governo responsável por 1,8%", afirma Cintra. "Realisticamente o público não poderá ir além de 0,8% em um cenário de ajuste fiscal", completa.

De acordo com o presidente, o Brasil está entre os 15 países que mais investem em pesquisa e desenvolvimento, mas 60% do investimento é público. Cintra alerta que a participação reduzida do setor privado em P&D reflete no baixo índice de inovação do país. O Brasil ocupa o 69º lugar no ranking mundial de inovação, apesar de ocupar a 14ª posição em produção científica. "Inovação acontece dentro de fábrica. Estamos gastando cada vez mais, criando conhecimento em universidades boas e reconhecidas, mas isso não se transforma em inovação, em valor e competitividade para as empresas", destaca.

Segundo Cintra, ainda falta orçamento para financiar a fundo perdido, mas a Finep tem em caixa cerca de R$ 3 bilhões em recursos reembolsáveis para a inciativa privada. O problema é que a burocracia e o rigor das exigências de garantia afastam as empresas.

As condições do órgão são bastante favoráveis: a Finep oferece financiamento a taxas de juros que vão de TJLP de 1,5% a 5% ao ano, dependo das características do projeto. Cintra quer que a financiadora se modernize para estimular as companhias a investir.

 

Rio de Janeiro

Sede:
Av. República do Chile, 330, Torre Oeste - Centro
10º, 11º, 12º, 15º, 16º e 17º andares
CEP: 20031-170 - Rio de Janeiro - RJ

Unidade Flamengo:
Praia do Flamengo 200, 3º andar
CEP: 22210-065  - Rio de Janeiro - RJ.

São Paulo

Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 510 - 9º andar - Itaim Bibi
CEP: 04543-000  - São Paulo - SP

Brasília

SHIS QI 1 - Conjunto B - Bloco D - 1º Subsolo.
Ed. Santos Dumont - Lago Sul
CEP: 71605-190 - Brasília - DF

Fortaleza 

Av. Dom Luis, 807-20º e 21º pavimento
Meireles, CEP 60160-230 - Fortaleza - CE