Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Finep discute possibilidades de uso do grafeno na cadeia automotiva
fechar
Compartilhar

grafeno 2
Presidente da Finep, General Waldemar Barroso (fotos João Luiz Ribeiro - Finep)

Promovido pela Finep com o apoio da Firjan, o evento Grafeno no Rota 2030: Soluções para a Indústria Automotiva produziu um fato inédito. Realizado na quinta-feira ( 21/11), na sede da Finep, no Centro do Rio, o encontro conseguiu reunir cerca de 200 representantes de ICTs, startups, empresas e Governo para pensar um tema extremamente importante para o Brasil e o mundo. Por apresentar características de material mais forte, leve, fino, transparente, com maior condutividade térmica e grande condutor de eletricidade, o grafeno desponta como a melhor alternativa para a solução de problemas tecnológicos em diferentes áreas do conhecimento, entre elas, a indústria automobilística.

“No que diz respeito a tecnologias de terras raras, grafeno e nióbio, o Brasil tem tudo para prosperar, mas isso só será possível se conseguirmos integrar as instituições e as pessoas”, disse o presidente da Finep, general Waldemar Barroso, na abertura do evento. Ao falar da corrida tecnológica pelo grafeno no mundo, o tenente coronel do Instituto Militar de Engenharia, Wagner Pinheiro, ressaltou a posição do Brasil como detentor de uma das maiores reservas de grafeno e mostrou exemplos de aplicação deste material na indústria automobilística. Também reafirmou a importância de um esforço conjunto da academia, empresas e governo no sentido de intensificar os investimentos no desenvolvimento de pesquisas no setor.

grafeno 4
Superintendente da Área de Inovação 2 da Fnep, Maurício Syrio

Como agência habilitada a operar os recursos do Rota 2030 – programa de incentivos fiscais do governo federal que estabelece as bases de uma política industrial do setor automobilístico, a Finep apoiará o desenvolvimento de soluções baseadas em grafeno e seus materiais relacionados para essa indústria. O superintendente da Área de inovação 2 da Finep, Maurício Syrio, apresentou o Programa Prioritário da Finep 2030 e outros mecanismo de apoio à inovação.

Ao todo serão ofertados pela Financiadora R$ 200 milhões do Rota 2030, e mais R$ 70 milhões em recursos próprios, ao longo de cinco anos. O Programa Prioritário Finep 2030 será caracterizado pela grande abrangência nas modalidades de instrumentos, desde recursos não-reembolsáveis a ICT's e empresas até investimentos em startups e Fundos de Investimentos e Participações (FIPs). O apoio da Finep se estenderá por toda a cadeira da inovação, desde a pesquisa básica e aplicada, até o desenvolvimento tecnológico, de protótipos e, por fim, a introdução do produto no mercado.

 

site2
Renata Castro, gerente substituta do Departamento de Química, Metalurgia e Novos
Materiais da Finep, responsável pela organização do evento, conduziu a mesa das ICT's 

 

grafeno 5
Da esq. para a dir. Fernando Villela, da Ford, e Joel Vicente, da Marcopolo

 

Representantes da cadeia automotiva aproveitaram a oportunidade para apresentar demandas tecnológicas necessárias para a solução de problemas enfrentados por essa indústria. Coordenador de Engenharia e Desenvolvimento da Marcopolo, Joel Vicente enxerga no grafeno a solução para diversos problemas envolvendo a fabricação de ônibus mais modernos, incluindo o segmento elétrico. “O peso é o nosso maior problema, estamos acrescentando algo em torno de 1.500 Kg para alguns modelos, de forma que estamos em busca de materiais mais leves, que causem menos corrosão, como o alumínio, nióbio e grafeno”, disse o empresário.

Estrategista de P&D da Ford, Fernando Villela disse que a montadora é a primeira a utilizar grafeno nos veículos comercializados no exterior, na forma de aditivo de espumas para função acústica. Segundo ele, a Ford mantém na filial do Brasil um quadro com mais de mil engenheiros dedicados ao desenvolvimento de veículos para um futuro próximo e distante. “O Rota 2030 é um programa que incentiva o trabalho conjunto entre empresas e ICT’s e se constitui em grande oportunidade para o Brasil”, disse o executivo que deixou uma lista de demandas da montadora por inovações relacionadas ao uso de grafeno. “Estamos abertos a trabalhar junto com as ICT’s e a utilizar os recursos do Rota 2030 para avançar no desenvolvimento dessas tecnologias”, afirmou Villela.

Ao final do encontro, a Finep promoveu rodadas de negócios com a participação do público presente. Ao todo, foram realizadas 110 reuniões com a presença de 37 instituições.

Para informações sobre o Programa Finep 2030: cp_finep2030@finep.gov.br

 

Sede:
Av. República do Chile, 330, Torre Oeste - Centro
10º, 11º, 12º, 15º, 16º e 17º andares
CEP: 20031-170 - Rio de Janeiro - RJ.

 

Unidade Flamengo:
Praia do Flamengo 200, 3º andar
CEP: 22210-065  - Rio de Janeiro - RJ.


Telefone (21) 2555-0330

 

Outros endereços e telefones da Finep.