Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Fundo investido pela Finep/MCTI é case na Universidade de Harvard
fechar
Compartilhar

Vox

O Departamento de Investimento em Fundos e Participações (DIFP) da Finep recebeu, no dia 9 de setembro último, uma notícia que chega como um selo de aprovação ao trabalho que vem realizando. A Vox Capital, gestora de fundos na qual a Finep tem participação de 23,71%, foi escolhida pela segunda vez, nos últimos cinco anos, pela Universidade de Harvard, como objeto de estudo.  

O case Evaluating the Social Value of Impact Investments: Vox Capital and Magnamed, publicado em 9 de março deste ano na Harvard Business - revista editada pela universidade e que se dedica à reflexão sobre as melhores práticas na gestão de negócios – analisou o caso da empresa Magnamed, fabricante de ventiladores pulmonares, investida pela Vox e que consolidou sua expansão internacional.  “Desta vez, nosso modelo de negócio e nossa estratégia de impacto foram analisadas a partir do investimento que fizemos em 2015 na Magnamed” — explica Manuella Rossi, coordenadora de Relações com Investidores da Vox — “O artigo analisa a falaciosa contradição entre geração de valor para a sociedade, objetivo do impacto, e o êxito dos resultados financeiros. E usa o caso da Magnamed e todas as suas inovações e movimentações de mercado, além da nossa aproximação junto à empresa, para ilustrar que impacto e retorno caminham juntos.  A Vox é uma das poucas gestoras do mundo escolhida pela Universidade de Harvard como objeto de estudo. É motivo de muito orgulho para todos nós.” — conclui.

A primeira vez em que a Vox foi selecionada pela Universidade de Harvard como objeto de estudo foi em 2017, com o case Vox Capital: Pioneering Impact Investing in Brazil, no qual apresentava a gestora e descrevia sua estratégia de investimento. 

A Vox Capital foi o primeiro fundo de investimento certificado no Brasil. Fundada em 2009, ela provê capital inicial para empresas que ofereçam soluções inovadoras para a melhoria de vida das populações de baixa renda brasileiras, ao mesmo tempo em que geram retornos financeiros atrativos à taxa de mercado para os investidores.  O fundo já havia anteriormente obtido o reconhecimento internacional de expoentes como Financial Times, Forum Econômico Mundial (World Economic Forum) e Forbes, a mais conceituada revista de negócios e economia do mundo.  

A Finep/MCTI participa da Vox com R$ 20 milhões dos R$ 84,4 milhões comprometidos pelo fundo.  Até o momento, o capital integralizado pelo fundo (ou seja, o capital já efetivamente investido) é de R$ 82,3 milhões, sendo R$ 19,3 milhões da Finep/MCTI. 

O objetivo do Fundo é apoiar empresas que, através de suas soluções, atendam à população das classes C, D e E (base da pirâmide), que representam 80% da população brasileira, ou seja, 157 milhões de pessoas, cujo poder de consumo atinge os R$ 658 bilhões por ano.