Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Governo lança plano de ação para o desenvolvimento da nanotecnologia e da indústria 4.0 no Brasil
fechar
Compartilhar

 SisNANO

Ronaldo Camargo, presidente em exercício da Finep, destacou que a financiadora e o MCTIC vêm tratando a nanotecnologia como prioridade

 

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançou nesta terça-feira (2) o Plano de Ação de Tecnologias Convergentes e Habilitadoras, que define estratégias para o desenvolvimento da nanotecnologia, da fotônica, de materiais avançados e da manufatura avançada no Brasil. Essas tecnologias são consideradas decisivas para gerar um ciclo acelerado de desenvolvimento.

O plano ė uma ação do MCTIC, realizada através de suas agências: Finep, CNPq, do Instituto Brasileiro de Nanotecnologia (IBN) e do Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologia (SisNano).

A cerimônia contou com a presença do ministro do MCTIC, Gilberto Kassab, do presidente em exercício da Finep, Ronaldo Camargo, do presidente substituto do CNPq, Marcelo Morales, do secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTIC, Maximiliano Martinhão, do secretário executivo do MCTIC, Elton Zacarias, e de várias autoridades.

Em sua fala, o presidente em exercício da Finep, Ronaldo Camargo, disse que “a Finep e o MCTIC vêm tratando a nanotecnologia como prioridades e o investimento na área vem crescendo a passos largos”.

 

MCTIC3

Da esquerda para a direita: Ronaldo Camargo (Finep), Elton Zacarias (MCTIC), Gilberto Kassab (MCTIC) e Maximiliano Martinhão (MCTIC)  (Foto: Divulgação/MCTIC)

 

O ministro do MCTIC, Gilberto Kassab, afirmou que “este encontro de hoje é emblemático porque a nano atualmente está presente em qualquer atividade econômica e nossas ações estão integradas junto à academia e iniciativa privada, e teremos também a oportunidade de ser feito um balanço dessas ações, além de estabelecer perspectivas para o futuro”.

Marcelo Morales, presidente substituto do CNPq, salientou a importância da iniciativa: “o país precisa de ações como esta, que promovam o salto de inovação entre pesquisa e produção. O CNPq tem certamente papel importante nessa cadeia que leva à inovação, especialmente em pesquisa básica de qualidade, com um time qualificado, que conta com parceiros de peso como a Finep, liderados pelo ministério”.

Além das estratégias, o plano define as áreas prioritárias para receber investimentos: saúde e meio ambiente; defesa e segurança pública; energia e mobilidade; agricultura; descoberta inteligente de novos materiais; e mapeamento geológico marinho.

O Plano de Ação de Tecnologias Convergentes e Habilitadoras foi construído a partir da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Encti) e tem prazo de execução até 2022.

Worshop

No evento, também foi aberto o 3º Workshop do Sistema de Laboratórios em Nanotecnologia (SisNano), que vai reunir as principais unidades de pesquisa em nanotecnologia do país, até esta quarta-feira (3). Criado em 2012, o SisNano é formado por oito laboratórios estratégicos vinculados diretamente ao Governo Federal.

SisNANO2

 

Sede:
Av. República do Chile, 330, Torre Oeste - Centro
10º, 11º, 12º, 15º, 16º e 17º andares
CEP: 20031-170 - Rio de Janeiro - RJ.

 

Unidade Flamengo:
Praia do Flamengo 200, 3º andar
CEP: 22210-065  - Rio de Janeiro - RJ.


Telefone (21) 2555-0330

 

Outros endereços e telefones da Finep.