Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Empresa pernambucana faz sucesso com jogos para iPhone
fechar
Compartilhar

A D’Accord/Musigames, uma microempresa pernambucana especializada em tecnologia musical, conseguiu chamar a atenção na App Store com um jogo desenvolvido para iPhone que chegou a ocupar a 5ª posição entre os mais vendidos no mês em que foi lançado. O “Drums Challenge” é apenas uma amostra do talento da equipe, que dobrou de tamanho com o apoio do Programa de Subvenção Econômica da Finep.  De outubro a dezembro deste ano serão lançados quatro novos jogos.
 
Em 2000 eles estavam na incubadora RecifeBEAT, da UFPE, graças ao projeto de mestrado do criador da empresa, Giordano Cabral, que virou o software Violão Player - um professor virtual de violão, viola e cavaquinho. Em 2002, lançaram o primeiro produto no mercado (um dicionário de acordes para violão) e, de lá até 2007, cresceram cerca de 20% ao ano. Em 2008, quando ganharam R$1,68 milhão do Programa de Subvenção Econômica da Finep, a equipe de 10 pessoas aumentou para 23 e o faturamento foi de R$ 250 mil. Em 2009, querem chegar a R$ 600 mil. Os meninos pensam grande – sim, meninos, pois a média de idade é 25 anos e o diretor executivo, Américo Amorim, com sete anos de empresa, tem hoje apenas 27 anos. Formado em Administração, Américo começou a trabalhar com informática aos 15 anos.
 
A D’Accord Music Software já vende para 85 países e em 2007 decidiu criar uma unidade de desenvolvimento de games musicais - a MusiGames studio. Foi de lá que saiu o “Drums Challenge”.
 
O game para iPhone foi lançado na App Store (loja virtual da Apple, fabricante do iPhone) no dia 13 de junho. Foi o 5º mais vendido lá em seu primeiro mês no mercado. Até meados de agosto o jogo já havia tido 55 mil downloads. Seu idealizador foi Dante Gama Torres, 27 anos, que se inspirou na famosa cena do duelo de guitarristas do filme “Encruzilhada” (“Crossroads”, 1986, EUA), em que um tem que reproduzir o que o outro toca, em sequências de dificuldade crescente.  “Resolvemos explorar a coordenação motora e a memória, para ser algo diferente de apenas seguir as notas na tela”, explica Dante. O resultado é algo como uma mistura de Guitar Hero com Genius, o primeiro jogo eletrônico vendido no Brasil, lançado pela Estrela em 1980.
 
Na prática, o jogo traz 25 batalhas musicais em que o usuário desafia um baterista de um determinado estilo, como Jazz, Blues, Funk, Country, Metal, Punk Rock, música latina e Reggae. O duelo começa quando o oponente toca uma sequência de notas na bateria. O usuário tem que repeti-la no tempo correto. A cada vitória, o jogador ganha uma peça nova para sua bateria, que ficará disponível para que ele toque por conta própria de modo livre.

Novidades para iPhone


No início de novembro será lançado o “Drums Challenge – Charlie Morgan Edition”, com cinco músicas compostas especialmente pelo baterista inglês, que já tocou com artistas como Elton John, Paul McCartney e Tina Turner, entre outros. Cada música terá três níveis de dificuldade.
 
Além dele, há também o jogo “DJ Nights”, fruto de um acordo com a Black Hole, gravadora holandesa especializada em música eletrônica, que cederá 12 canções para a primeira versão do game. Também baseado na reprodução de sequências de sons, o toque especial fica por conta dos três diferentes efeitos especiais. Além das batidas na tela para reproduzir notas específicas, o jogador também tem que executar o efeito scratch, fazendo um movimento circular na tela, e o efeito shake, em que precisa chacoalhar o aparelho, quebrando a monotonia e aumentando a dificuldade. Ao contrário de jogos semelhantes em que a canção é tocada mesmo se o jogador errar, nesse depende dele a base rítmica correta da música em execução.
 
Em outra parceria com a gravadora, há também a versão “DJ Nights – Julie Thompson”, com músicas do mais novo lançamento da cantora inglesa. “A ideia , em uma próxima versão, o usuário poder colocar qualquer música que queira para tocar no jogo”, diz Américo. Também estão  previstas para lançamento até o fim do ano as versões Eurodance, com sucessos da música eletrônica dos anos 1990, e especial Robbie Rivera.
 
 
Leia matéria completa na revista Inovação em Pauta

 

Sede:
Av. República do Chile, 330, Torre Oeste - Centro
10º, 11º, 12º, 15º, 16º e 17º andares
CEP: 20031-170 - Rio de Janeiro - RJ.

 

Unidade Flamengo:
Praia do Flamengo 200, 3º andar
CEP: 22210-065  - Rio de Janeiro - RJ.


Telefone (21) 2555-0330

 

Outros endereços e telefones da Finep.